A CAT Consultoria tem orgulho de ser sergipana. <br />Há 25 anos atuando no mercado de Sergipe. A CAT Consultoria tem orgulho de ser sergipana. <br />Há 25 anos atuando no mercado de Sergipe. A CAT Consultoria tem orgulho de ser sergipana. <br />Há 25 anos atuando no mercado de Sergipe.

A CAT Consultoria tem orgulho de ser sergipana.
Há 25 anos atuando no mercado de Sergipe.

A CAT Consultoria tem orgulho de ser sergipana.
Há 25 anos atuando no mercado de Sergipe.

A CAT Consultoria tem orgulho de ser sergipana.
Há 25 anos atuando no mercado de Sergipe.

Política

X

Por F5 News

O governo de Sergipe informou hoje (11) que os servidores da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) não serão exonerados, mesmo que a instituição seja extinta em função do processo judicial que tramita na Justiça Federal. O assunto ganhou repercussão na Assembleia Legislativa nessa terça-feira (10), quando representantes dos servidores buscaram apoio dos deputados estaduais.

De acordo com o governo, a decisão de não demitir os trabalhadores já foi comunicada aos servidores, dirigentes sindicais e também aos deputados estaduais. “Não há, portanto, razão para preocupação desses servidores e dos dirigentes sindicais, inclusive por entender a importância de cada um no atendimento ao público no sistema de saúde estadual”, diz a nota.

No próximo dia 27 será realizada uma audiência na Justiça Federal sobre o assunto. Há cerca de cinco anos, devido ao trabalho de fiscalização de diversos órgãos, foi constatada, segundo o MPF, a incapacidade do Estado de Sergipe em prestar, de modo adequado, serviços que lhe competem no âmbito do SUS.

Segundo o MPF/SE, essa incapacidade de gestão está diretamente relacionada ao modelo utilizado pelo Estado, que optou pela transferência de suas responsabilidades constitucionais à Fundação Hospitalar de Saúde. “O fato gerou total descontrole sobre a aplicação dos recursos públicos destinados a ações e serviços de saúde em Sergipe”, disse o Ministério.

« | Home | »